Entenda melhor quais são os tipos de visto de trabalho para a Austrália

Anterior
Próximo
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Para trabalhar na Austrália é necessário um visto que autorize essa condição. O país tem uma série de possibilidades e o blog “Tudo sobre intercâmbio” faz um resumo para te ajudar.

Visto de estudante com permissão de trabalho

A Austrália é um dos poucos países no mundo que permitem que o estudante estrangeiro tenha permissão de trabalho. São 40 horas quinzenais e sem limite durante as férias do curso. A permissão de trabalho só passa a valer após o início do curso.

Temporary Graduate Visa

Este visto é para estudantes internacionais (até 49 anos) que recém-formados em graduação ou pós graduação em uma instituição de ensino australiano tenham permissão de trabalho temporário no país em tempo integral depois de terminado os estudos. O tempo mínimo de estudo para as duas situações é de dois anos.

Na graduação o curso tem que estar ligado a competências e qualificações que se relacionam com uma ocupação no Skilled Ocupation List (SOL). O visto é válido por 18 meses a partir da data da concessão.

Para pós-graduação o diploma vale para qualquer área de estudo. O visto pode ser concedido por até quatro anos a partir da data em que o visto é dado, dependendo na qualificação do requerente.

Em ambas as situações, o estudante precisa estar na Austrália para dar entrada nesse visto.

Work and Holiday Visa

Esse visto é destinado para aqueles que querem trabalhar e viajar na Austrália. Apenas alguns países têm acesso a esse visto e o Brasil não é um deles. Porém, quem possui dupla nacionalidade pode dar entrada no visto (veja lista abaixo).

Há limite de permanência de 12 meses no país, sendo um teto de seis meses em cada empregador. Para estudar, o máximo permitido é de até quatro meses.

Esse visto é direcionado para pessoas entre 18 e 30 anos de idade e não ter um filho dependente durante a sua estadia na Austrália.

 Os países que podem participar do Work and Holiday Visa são: Alemanha, Argentina, Bangladesh, Bélgica, Canadá, Chile, Chipre, Coreia, Dinamarca, Espanha, Estônia, EUA,  Finlândia, França, Holanda, Hong Kong, Indonésia, Irlanda, Itália, Japão, Malásia, Malta, Noruega, Peru, Polônia, Portugal, Reino Unido, Suécia, Tailândia, Taiwan e Uruguai. Cada país tem um limite de vistos que podem ser emitidos por ano.

Para se candidatar a um segundo visto Work and Holiday Visa, é necessário três meses de trabalho em setores específicas de áreas regionais da Austrália durante o primeiro visto.

Os setores são: cultivo de plantas e animais, pesca e pérolas, agricultura e corte de árvores, mineração e construção.

Sponsorship

Este visto é concedido para aqueles que possuem uma empresa interessada em seu trabalho e queira patrociná-lo. Este visto permite trabalho em tempo integral e exige que o patrocinado trabalhe apenas para a empresa que fez a solicitação por um período específico de contrato. Este visto é utilizado especialmente em áreas onde há pouca oferta de profissionais. Antes de conceder o visto, a imigração questiona o empregador porque um australiano ou residente permanente não pode exercer a mesma função. Esse visto pode ser pedido de dentro da Austrália ou de fora.

Skill Visa

Esse visto está dentro do Programa de Migração de Trabalhadores Qualificados, que está alinhado às necessidades econômicas e profissionais da Austrália. A Skilled Ocupation List (SOL), que indica os profissionais que o país precisa é renovada periodicamente e a base para o início do processo de pedido de visto de trabalho baseado em suas qualificações.

Todas essas informações podem sofrer alterações por parte do governo australiano. Portanto, para não ter problemas, recomendamos procurar sua agência de intercâmbio preferida ou um escritório de imigração.

See you :p

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.