Nova Zelândia e as curiosidades que você precisa conhecer.

Quem acompanha nosso blog sabe que temos uma preocupação grande na hora de escrever nossos conteúdos. Como muitas pessoas que procuram nossa agência de intercâmbio tem várias dúvidas sobre as curiosidades da Nova Zelândia, resolvemos montar um post bem completo aprofundando um pouco o assunto. Esperamos que goste!

Nova Zelândia – Costumes

O povo da Nova Zelândia é muito cordial e receptivo: pode perguntar para qualquer um que mora ou já fez intercâmbio no país. A educação e gentileza do povo neozelandês é uma marca registada.

Respeito às mulheres: a Nova Zelândia foi o primeiro país do mundo a tornar legal o direito de voto das mulheres, em 1893. Ao longo das décadas o país sempre esteve muito à frente em políticas de igualdade.

Rugby é o esporte mais popular do país: com certeza você já viu o All Blacks em algum momento da sua vida. Assim é chamada a seleção de rugby da Nova Zelândia, atualmente a melhor do mundo.

Lá se utiliza a mão inglesa: assim como na Austrália e Inglaterra, na Nova Zelândia se utiliza a mão inglesa, com a posição do motorista do lado direito e faixas de condução do lado esquerdo.

Eles amam barcos: esta curiosidade traz também um dado até meio difícil de acreditar. Em Auckland, 1 em cada 3 famílias possuem um barco. Como o país tem muitas belezas naturais e cercado pelo mar, este fato faz muito sentido.

Nova Zelândia – Mapa e Geografia

Estamos bem distantes: a Nova Zelândia está a 11.631 km de distância do Brasil. A viagem de avião leva cerca de 20 horas e quase sempre exige escalas no Chile ou Argentina.

Duas ilhas e muitas aventuras: as ilhas Norte e Sul são divididas pelo Estreito de Cook e possuem acesso entre elas através de um ferry. A Nova Zelândia é um pouco maior que o Japão.

Bate e volta pra praia qualquer dia: esta curiosidade é para os amantes da praia. Em qualquer lugar do país em que você estiver, a distância máxima até o mar é de 128 km. Ou seja, de carro você chegará em uma praia em pouco mais de uma hora.

Auckland tem mais habitantes que a Ilha Sul: com pouco mais de 1.450.000 habitantes, Auckland é a principal cidade do país e tem mais habitantes que toda a Ilha Sul.

Línguas Oficiais da Nova Zelândia

Na Nova Zelândia o inglês britânico é a língua mais falada. Entretanto, a curiosidade é que os dialetos maoris são reconhecidos como língua oficial em respeito a preservação cultural dos povos indígenas do país. Há ainda a linguagem de sinais da Nova Zelândia.

Nova Zelândia – Cultura

Maoris, uma tradição nacional: os Maoris são o povo indígena da Nova Zelândia. Diferentemente de outros países, por lá eles respeitam e lutam para manter vivas as tradições e cultura dos povos ancestrais.

Igualdade, um traço cultural: o sistema financeiro e social da Nova Zelândia evita ao máximo que haja desigualdade. O governo se preocupa em equilibrar o acesso à educação e saúde para todos, da mesma forma que tem importantes políticas para minar a desigualdade social.

Amor e respeito pela natureza: desde criança os neozelandeses são ensinados a respeitar a natureza e entender que ela tem um papel no equilíbrio do planeta e é uma importante fonte de bem-estar físico e emocional.

Esportes estão no sangue do país: seja pela abundância de natureza ou por uma queda pelos esportes radicais, a Nova Zelândia se destaca pelo grau de atividade de sua população. Não é a toa que o Bungee Jump foi criado no país e que  a cidade de Queenstown é reconhecida como a capital dos esportes radicais.

Natureza na Nova Zelândia

É muita ovelha: esta curiosidade dá até um pouco de calor. Na Nova Zelândia existem mais ovelhas que seres humanos. São 7 animais para cada habitante.

Kiwi não é fruta: a ave chamada de Kiwi é uma das espécies mais importantes da fauna do país, símbolo nacional respeitado por toda população.

É muita área verde: cerca de 30% do território é coberto por florestas naturais, em grande parte mantidas por importantes parques nacionais com ótima infra-estrutura. 

Sem cobras, sem crise: acredite ou não, na Nova Zelândia não tem cobras. A curiosidade é que embora seja imenso em florestas, não é um país com muitos animais peçonhentos como no Brasil.

Qualidade de Vida no país

Infra-estrutura é coisa séria: transporte, educação, saúde e segurança são levados muito a sério. A Nova Zelândia tem um dos menores índices de violência do mundo e é um dos menores geradores de poluição.

Honestidade em primeiro lugar: toda a população é educada para ser correta. O país tem o menor índice de corrupção do mundo. É só ligar os pontos que muito coisa fará ainda mais sentido.

Destino de intercambistas: estudantes do mundo inteiro escolhem a Nova Zelândia para fazer intercâmbio. O país possue ensino de excelência, permite trabalhar durante o período de estudos e tem o dólar mais acessível se comparado com outros destinos.

Os brasileiros amam o país: embora muitos brasileiros fiquem em dúvida sobre fazer intercâmbio na Austrália ou Nova Zelândia, sabemos que o país é a casa de muitos conterrâneos. Em Queenstown por exemplo, são 3.000 brasileiros em uma população total de 20.000 pessoas.

Culinária

Uma parte da culinária da Nova Zelândia tem fundações sólidas da cultura Maori, mantendo vivos diversos pratos indígenas. Um deles é o Hangi, que é preparado como um assado em brasa debaixo da terra e tem entre seus ingredientes legumes,  carne e frango.

Da culinária inglesa o país herdou os tradicionais Fish N’ Chips e os cafés da manhã reforçados, com feijões, ovos e embutidos. Não é a toa que muitas pessoas acabam nem almoçando. 

Uma outra vertente da culinária da Nova Zelândia tem forte influência da cozinha asiáticas, como destaques para a comida japonesa, tailandesa e  chinesa. É comum encontrar restaurantes que servem pratos com temperos mais fortes como curry. 

Vamos chegando ao final de mais um post. Esperamos que tenha gostado e que algum dia tenha a oportunidade de viajar ou fazer um intercâmbio para a Nova Zelândia. Se tiver qualquer dúvida, estamos sempre por aqui. See ya!

Orçamento
Atendimento
Whatsapp