Curiosidades Austrália

Curiosidades Austrália

História

A Austrália foi visitada em várias expedições exploratórias de navegadores que buscavam o mítico continente do Sul. Nestas viagens, o país teria sido visitado, segundo historiadores, por navegadores portugueses, espanhóis e holandeses a vários pontos da costa australiana.

Em 1688 o explorador inglês, William Dampier, desembarcou na costa noroeste da Austrália. A tomada de posse oficial ocorreu dois anos mais tarde, pelo seu conterrâneo, o Capitão James Cook, que organizou uma expedição científica para o sul do Pacífico com o objetivo de explorar a costa oriental reivindicando-a para a Coroa Britânica. Assim o intrépido Capitão aportou na Terra Australis em 21 de agosto de 1770 e a batizou de Nova Gales do Sul.

Os primeiros colonos britânicos chegaram à Austrália em 1787 à zona de Port Jackson, atual cidade de Sydney (NSW). Os primeiros barcos trouxeram criminosos condenados a sete anos de prisão e seus guardas. Durante muitos anos a Austrália foi uma colônia penal do Reino Unido.

Colonização Aborígene

A colonização aborígine iniciou-se há cerca de 40 mil anos, vindos do Sudeste asiático, e rapidamente se expandiram por todo o país dando origem a centenas de tribos. Quando os ingleses chegaram à Austrália, o número de aborígines era expressivo e os chamava de “remanescentes do Neolítico”, por acharem ser uma raça em extinção. Naquela época o povo aborígine estava dividido em 500 grupos, falando 200 tipos de dialetos diferentes e vivendo da caça e da colheita. Mas eram tão desprezados pelos europeus que a Constituição do país fazia apenas duas referências a eles: a que os excluía do censo e a que os deixava sob poder dos estados e não do Governo Federal.

Por volta de 1940 os aborígines foram catequizados e integrados à vida rural e urbana como trabalhadores mal pagos e com direitos limitados. As crianças eram tiradas dos pais e dadas a famílias brancas com o intuito de promover uma melhor interação delas com a sociedade dita “moderna”.

Somente a partir de 1967 o cenário da vida do povo aborígine começou a melhorar. A população australiana votou pela inclusão dos aborígines no censo. Em 1969 o geólogo australiano descobriu o “Mungo Man”, um fóssil de um aborígine que teria vivido há 40 mil anos atrás, o que tornou os aborígines o povo mais antigo a seguir uma cultura no mundo. Suas línguas e dialetos seriam os mais antigos do mundo, assim como seu sistema de crenças. Entre 1976 e 1993 o governo australiano decidiu aprovar os direitos do povo aborígine em relação à terra (para eles o solo é sagrado).

Apesar de terem alguns dos seus direitos reconhecidos ao longo de 250 anos de relacionamento com os brancos, os aborígines foram levados à beira da extinção pelos ingleses e hoje representam pouco mais de 2% da população australiana.

Geografia e Clima

A Austrália possui um número considerável de ecossistemas que formam paisagens distintas e únicas no mundo, o que torna o país um dos mais belos e procurados destinos turísticos do mundo.

Cercada pelos oceanos Índico e Pacífico, a superfície da Austrália é tipicamente antiga e achatada e com comporta em sua maioria por desertos ou zonas semiáridas. As costas sudeste e sudoeste se destacam por possuir clima temperado e solo moderadamente fértil. O clima tropical é predominante na parte norte do país com o sul tendo temperaturas mais amenas e incidência de neve no extremo sul do estado de Victoria no inverno.

Dois dos destinos australianos mais visitados durante o ano todo têm a ver com a sua geografia: Grande Barreira de Corais e Uluru.

A Grande Barreira de Corais, situada na costa Nordeste, é o maior recife de coral do mundo, estendendo-se por mais de 1.200 quilômetros. Mergulhadores amadores e profissionais visitam a barreira de corais durante o ano inteiro, devido ao clima quente e propício para o turismo e a prática do mergulho.

Já o Uluru está no centro do país e também é conhecido como Ayers Rock. É uma das principais atrações turísticas da Austrália por ser um dos maiores monolitos (pedra de grande dimensão constituído a partir de um só bloco de rocha) do mundo.

Extremos de Elevação

Ponto mais baixo: Lago Eyre (15 metros abaixo do nível do mar)
Ponto mais elevado: Monte Kosciuszko (2.229 metros acima do nível do mar)

Anualmente, milhares de turistas são atraídos à Austrália em busca de suas paisagens diversificadas como praias douradas, ricos recifes de corais com intensa vida marinha, florestas tropicais, montanhas, deserto, além de uma gigantesca gama de animais e plantas únicos no planeta. A Austrália também é rodeada de pequenas ilhas com uma natureza exuberante.

O clima é similar ao do Brasil graças a dimensão do país. A região Norte possui clima mais temperado, semelhante ao Nordeste brasileiro. A parte Sul possui um clima semelhante ao Sudeste do Brasil, sendo que o extremo Sul pode enfrentar temperaturas mais baixas e neves nas montanhas.

As grandes cidades australianas estão na costa do país e concentradas em sua maioria na costa Leste. A zona central é constituída por um deserto.

Em Números

Superfície: 7 686 850 km²
População: 20,4 milhões de habitantes
Densidade populacional: aproximadamente dois habitantes/km²
Urbanização: 75% da população vivem nas oito grandes cidades.
Costas 25.760 km.

Solicite um orçamentoIr para o topo

Cidades Austrália

 

Selecione uma das cidade e saiba mais detalhes:

 

Solicite um orçamentoIr para o topo

Economia e Cultura

Economia

A economia australiana é estável e bastante diversificada. O país faz parte do chamado Tratado Internacional, conhecido como APEC (Ásia - Pacific Economic Cooperation), um bloco econômico que tem por objetivo transformar o Pacífico numa área de livre comércio ao englobar as economias asiáticas, americanas e da Oceania.

O forte crescimento da economia australiana também é resultado da baixa inflação. A inflação média na Austrália durante os anos 90 foi de 2.3 % ao ano e vem se mantendo com valores historicamente baixos. Um importante fator que contribui à habilidade da Austrália para manter a baixos índices inflacionários é a forte produtividade da economia.

A indústria australiana desenvolve atividades ligadas ao setor primário, como a produção de alimentos, vinhos, tabaco e a exploração mineral (carvão, bauxita, ferro, cobre, ouro, prata, urânio, níquel, tungstênio, chumbo, zinco, diamante, petróleo e gás natural).

Os produtos mais exportados pelo país são lã, carvão e diamantes. No entanto, as exportações australianas ainda incluem gêneros alimentícios, como carne e trigo. O setor de turismo é o que mais emprega na Austrália, gerando cerca de 500 mil empregos diretos o que representa cerca de 6,6% da força de trabalho do país.

A reforma do sistema tributário australiano, que entrou em vigor em 1º de julho de 2000 e objetivou a redução da carga tributária excessiva, gerou mais incentivos para trabalhar, empregar e atrair investimentos para o país.

Nesse sentido, os setores tecnológicos e industriais encontram-se em franca expansão na Austrália devido à introdução de empresas multinacionais que vêm se estabelecendo pouco a pouco no país. Ao atrair empresas multinacionais, o governo australiano pretende não só atender o próspero mercado interno (além de gerar empregos), mas também suprir as necessidades de países vizinhos principalmente àqueles no continente asiático.

Política

O sistema de governo australiano é a Monarquia Constitucional, um tipo de regime político que reconhece um monarca eleito ou hereditário como chefe do Estado, mas onde uma constituição (série de leis fundamentais) limita os poderes do monarca. A rainha Elizabeth II do Reino Unido é também considerada Rainha da Austrália, sendo representada no país por um Governador Geral.

As monarquias constitucionais modernas obedecem frequentemente a um sistema de separação de poderes, e o monarca é o chefe (simbólico) do poder executivo.

O governo australiano subdivide-se em três níveis: O Commonwealth (ou Governo Federal), conduzido pelo Primeiro Ministro, responsável por assuntos de toda a nação tais como defesa, comércio, relações exteriores e telecomunicações;

Governos dos estados, conduzidos por Premiers, complementa as atividades do Commonwealth, especialmente nas áreas de ensino, bem-estar social e cumprimento da lei;

Governos locais, administrados por conselheiros eleitos localmente, responsáveis por atividades municipais tais como o planejamento de cidades, regulamentos prediais e coleta de lixo.

O parlamento é baseado no sistema Westminster de governo e a lei comum é à base do sistema legal da Austrália.

Cultura

Boa parte das características culturais do povo australiano é derivada de raízes europeias (influência britânica), além das características da cultura aborígine (primeiros habitantes do território australiano) e de povos vizinhos da Austrália. Outras influências são de origem da cultura irlandesa e escocesa. A Austrália atualmente é considerada um país multicultural, devido também a grande influência de asiáticos e indianos em sua população, além de diversos outros povos europeus que migraram para o país em busca de melhores condições de vida.

O povo australiano de uma forma geral é receptivo e alegre. Poderíamos até arriscar dizer que eles possuem um perfil social que fica entre os ingleses e os brasileiros, ou seja, não são “distantes” como muitos britânicos e não tão extrovertidos como nós. Porém, devido à influência recebida de vários povos provenientes de várias partes do mundo, os australianos gostam de receber estrangeiros em seu país e interagir com eles.

As casas de famílias, conhecidas como homestays, são prova disso. Receber e respeitar os estudantes de várias partes do mundo em suas casas faz parte da cultura dos australianos. Por isso eles também esperam ser respeitados.Todos os australianos possuem de certa forma, descendência de outros povos (como europeus e asiáticos) e dessa maneira é comum encontrar, principalmente nas grandes cidades, pessoas falando vários idiomas além do inglês, língua oficial do país.

Essa “bagagem cultural” contribuiu também para que os australianos se tornassem um povo livre de preconceitos. É comum encontrar pelas ruas pessoas com estilos próprios e alternativos de se vestir e isso é visto de maneira bastante natural pela sociedade. O mesmo acontece em relação aos homossexuais. A liberdade de expressão sexual é algo enraizado na sociedade, tanto que o Mardi Grass, um dos maiores eventos gays do mundo, a princípio criado como protesto, tornou-se uma espécie de Carnaval (com desfiles de carros alegóricos e fantasias) sendo hoje, considerado uma das principais atrações do calendário anual de eventos na Austrália.

As autoridades australianas sabem bem como impor regras e os australianos, por sua vez, sabem que devem cumprir as leis. Em caso de infração de leis os cidadãos são penalizados com o pagamento de multas ou, dependendo da gravidade da infração, pagam com a liberdade indo para a prisão.

Quando chegar a Austrália fique alerta, pois poderá ter que desembolsar alguns dólares de suas economias para pagar multas caso, por exemplo, um policial lhe pegue andando de bicicleta sem capacete, jogando lixo no chão ou simplesmente flagre você bebendo qualquer tipo de bebida alcoólica em vias públicas.

Solicite um orçamentoIr para o topo

Broome

Australia-broome-curiosidade

Broome – Western Austrália

Colonizada por europeus na década de 1860, Broome se tornou o mais rentável polo de pérolas de WA. Mergulhadores asiáticos vieram pra cá na década de 1880, contribuindo para o ambiente multicultural que permeia a cidade. O passado pode ser conferido nas lojas originais da época e nos cemitérios, repletos de túmulos de mergulhadores de pérolas japoneses e chineses.

Localizada a 2200 km de Perth, a cidade tem no turismo seu principal negócio. Devido ao clima árido, a região de Broome é conhecida por possui criação de camelos. Uma das atividades mais procuradas é safari de camelos e dromedários pelas praias da cidade. Imperdível.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Carnarvon

Australia-carnavon-curiosidade

Carnarvon – Western Austrália

A cidade de Carnarvon, na foz do rio Gascoyne é o centro comercial e administrativo da região e a porta de entrada para o norte do estado de Western Australia. O rio Gascoyne é o mais extenso do estado com 865 km, saindo de Three Rivers Station, no meio-oeste de WA. Plantações de bananas, melões, mangas e outras frutas tropicais acompanham o trajeto do rio por 16 km. Algumas propriedades oferecem excursões e vendem seus produtos aos turistas.

Entre as atrações de Carnarvon estão o One Mile Jetty, um conhecido ponto de pesca na Babbage Island, e o Jubilee Hall, construído em 1887, como centro de arte e artesanato. A cidade se destaca pela indústria de processamento de camarões e mariscos.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Perth

Perth

Perth – Western Austrália

Conhecida como a metrópole mais isolada do mundo, Perth é a capital de Western Australia. A cidade fica às margens do rio Swan, a apenas dez quilômetros de sua foz no Oceano Índico. A planície onde está é limitada ao norte e a oeste de Darling Range e, atrás da serra, se estendem vários campos de trigo. Perth é uma cidade relativamente pequena e sossegada. As principais áreas de compras podem ser percorridas a pé. A impressão é de uma cidade cheia de vida, mas sem stress e sem congestionamento. Nos anos 70, as reconstruções trouxeram mais arranha-céus e mais ruas, mas também abriram espaço para parques e pátios com mesinhas de café instaladas à sombra de árvores. O rio Swan passa por um bom trecho ao sul e a leste do centro da cidade, onde é chamado de Perth Water. O bairro Northbridge fica ao norte e é repleto de restaurantes e diversões.

A principal rua de comércio de Perth é a St. George’s Terrace. O centro de compras fica entre as ruas William e Barrack. É um labirinto de galerias, praças e passarelas. Os pontos principais são Hay Street Mall e Muray Street Mall. Nas proximidades é possível avistar a Town Hall (prefeitura), construída em 1870, perto do local onde a cidade foi fundada.

Northbridge é um bairro de animada vida noturna. A James Street oferece inúmeras opções de restaurantes, cafés e praças de alimentação com comidas étnicas. O Brass Monkey Hotel, nesta mesma rua, exibe a arquitetura da época da corrida do ouro. Ali funciona a Art Gallery of Western Australia que exibe um importante acervo de arte moderna aborígine e ainda obras de artistas australianos e algumas peças de artistas europeus e asiáticos. Aos apreciadores de arte contemporânea vale a pena visitar o Perth Institute of Contemporary Art.

Para se locomover pelo centro da cidades, os moradores de Perth contam com ônibus gratuito no centro da cidade, além de linhas circulares exclusivas (yellow, red e blue cats).

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Fremantle

australia-fremantle-curiosidade

Fremantle – Western Austrália

Conhecida por sua boemia, a cidade de Fremantle fica na região metropolitana de Perth. Declarada cidade em 1929, recebeu esse nome em homenagem a  Charles Howe Fremantle. Uma das principais cidades históricas de WA, Frematle abriga vários edifícios do século 19, com belas construções da época da corrida do ouro. A função portuária ainda é primordial na cidade que abrigou aAmerica’s Cup em 1987. De lá em diante, muitos locais foram reformados para o evento e com a isso a cidade ganhou dinamismo com a abertura de centros comerciais, cafés e restaurantes.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Margaret River

Margaret River

Margaret River – Western Austrália

Localizada a apenas três horas de Perth (277 quilômetros), capital do estado de Western Austrália, Margaret River é conhecida por ondas perfeitas para o surf, turismo e pelas vinícolas, responsável pela produção de ótimos vinhos. Fundada por europeus, a cidade tem sua economia centrada na indústria agrícola e madeireira, além do turismo.

Situada a cerca de oito quilômetros ao norte de Margaret River, Ellensbrook foi a primeira propriedade rural da região, construída pelo pioneiro Alfred Bussell na década de 1850. A primeira construção foi um chalé de pedra, instalado perto da trilha que leva às cachoeiras Meekadarribee. Um tour pelas vinícolas é obrigatório. Várias são administradas por famílias e muitas oferecem visitas à adega, degustação com queijo e vendas de vinhos no local.

Para quem gosta de surfar, Margaret River é sem dúvida um lugar de sonho! As ondas perfeitas, fundos de areia, pedra e coral fazem a alegria de surfistas locais e estrangeiros. O lugar esconde praias pouco exploradas e outras bastante procuradas por quem gosta de esportes aquáticos. É possível encontrar surfistas de todas as idades e com todos os estilos, munidos de roupa de borracha para aguentar as baixas temperaturas da água.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Cairns

australia-cairns-curiosidade

Cairns – Queensland

Principal cidade do norte do estado de Queensland, Cairns está localizada à beira-mar, porém possui ambiente bastante urbano. Não há praias de areia na cidade, apenas lamaçais repletos de aves nativas. É o principal ponto de partida para a Grande Barreira de Coral, a Daintree Rainforest e o Atherton Tableland. Cairns oferece excelentes hotéis e outros tipos de acomodação e está sempre cheia de turistas, de várias partes do mundo em qualquer época do ano. O aeroporto de Cairns está localizado a 6 km da cidade. Serviços regulares de ônibus ligam a cidade a praias belíssimas como à Mission Beach, ao sul e às praias do norte. Considerada um patrimônio da humanidade, a Grande Barreira de Corais se estende por 2 mil km ao longo da costa de Queensland, desde a cidade continental de Port Douglas até Bundaberg. Local obrigatório para uma visita.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Townsville

Townsville

Townsville – Queensland

Quarta maior cidade de Queensland, Townsville é o maior porto para os setores pecuário, açucareiro e de mineração. Fundada na década de 1860 por Robert Towns, a cidade possui, em média, 300 dias de sol por ano e suas praias são motivo de orgulho local. Apesar de estar rodeada por floresta tropical, a cidade fica em uma área plana e de vegetação baixa. Townsville possui um aeroporto internacional e ao longo do ano recebe visitantes de várias partes do mundo. Há também uma grande universidade na cidade, a James Cook University.

Situada a 8 km e oficialmente um bairro da cidade de Townsville, Magnetic Island possui 2.500 habitantes e é a única ilha de recifes que possui uma significativa população permanente. A ilha foi batizada pelo Capitão Cook, que erroneamente pensou que havia um campo magnético gerado pelos enormes granitos confundindo sua bússola. O terreno de 5.000 hectares, na maior parte montanhoso, possui vegetação abundante e variada. Quase metade da ilha foi transformada em Parque Nacional e é possível fazer várias trilhas no meio da vegetação nativa.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Rockhampton

Rockhampton

Rockhampton – Queensland

Situada a 40 km do litoral, as margens do rio Fitzroy, Rockhampton é conhecida como a “capital da carne da Austrália”. Também é sede administrativa e comercial do centro de Queensland. Um obelisco marca o local onde o Trópico de Capricórnio cruza a cidade. Rockhampton foi fundada em 1854 e contém muitos edifícios do século 19 bem conservados. A Quay Street, que passa ao longo da margem arborizada do rio, foi inteiramente tombada pelo National Trust.

A Customs House (alfândega) é uma construção particularmente interessante, toda feita de arenito. Inaugurado em 1869, o Botanic Gardens possui várias plantas tropicais e espécies vindas de todas as partes do mundo. Construído em uma antiga área de encontros tribais, o Aboriginal Dreamtime Cultural Centre pertence aos aborígines da cidade, que cuidam de seu funcionamento. As exposições dão uma ideia da vida e cultura desse povo.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Sunshine Coast

Sunshine Coast

Sunshine Coast – Queensland

A região de Sunshine Coast está situada à uma hora de carro ao norte de Brisbane e não tem este nome por acaso. São 60 km de praias de areia branca, que se estende de Bribie Island a Noosa Heads. A região é provida de beleza natural inigualável, com parques nacionais, lagos, baías e o brilho do sol que faz parte da vida dos seus frequentadores e moradores.

O ritmo de vida da Sunshine Coast é diferente das principais cidades da Austrália, pois a região tem um astral e ritmo de férias constante. A região é composta por várias pequenas cidades que foram se aproximando com o tempo e estão hoje a poucos quilômetros de distância uma das outras.

A região de Noosa é bastante visitada no período de férias pelos milionários australianos que vão até os resorts da região em busca de sol e sossego. No entanto há também na região uma enormidade de albergues e campings para abrigar surfistas e estudantes. Devido a grande rotatividade de turistas é possível arrumar trabalho por lá, nos hotéis e resorts que funcionam intensamente durante o ano inteiro.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Brisbane

australia-brisbane-curiosidade

Brisbane – Queensland

Localizada a 65 km ao norte da Gold Coast, Brisbane é a terceira maior cidade da Austrália e capital de Queensland. A cidade foi construída para ser colônia penal para bandidos que cometessem crimes após terem chegado à Austrália. Brisbane é considerada uma das maiores cidades do mundo em extensão, espalhando-se até a baía de Moreton. É também uma cidade bastante segura cujo desenvolvimento cultural, econômico e social aconteceu ao longo do rio Brisbane, totalmente navegável e com inúmeras atrações acontecendo nos seus arredores. A cidade ainda dispõe de transporte público bastante funcional e de qualidade.

A arquitetura atual da cidade nos faz perceber que restaram poucas referências das construções da era colonial. Os edifícios modernos e avenidas expressas representam o desenvolvimento da cidade ao longo dos anos. Além disso, Brisbane oferece uma vida noturna vibrante. Aqueles que pretendem morar, estudar ou se aventurar por lá terão a chance de conhecer os pubs e baladas australianas.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Gold Coast

Goldcoast

Gold Coast – Queensland

A região de Gold Coast localiza-se na costa leste australiana, a aproximadamente 850 km de Sydney. Conhecida como Costa Dourada ou Costa Ensolarada, Gold Coast é a segunda cidade mais populosa de Queensland, com aproximadamente 591 mil habitantes e uma área de 1.402 km². A costa abriga 35 praias belíssimas e em virtude disso, tornou-se um dos destinos mais procurados pelos turistas. As águas cristalinas, o clima agradável e sem extremos e a diversão que oferece faz de Gold Coast o paraíso dos jovens, durante todo o ano. A região da Gold Coast é privilegiada por possuir centenas de animais exóticos. Só de pássaros foram catalogadas mais de 120 espécies na região, entre periquitos, papagaios, pelicanos e muitos outros. Também se pode encontrar por lá wallabies (pequenos cangurus), além de coalas e outros marsupiais.

O turismo é a principal fonte econômica de Gold Coast. Além disso, a região vem se desenvolvendo tão rapidamente que, na mesma proporção, vem atraindo diversas indústrias, de vários setores, de outras partes da Austrália. O setor educacional da Gold Coast oferece excelentes opções de cursos de inglês, técnicos e universitários. O principal atrativo da região é a sequência de 35 praias de águas quentes e cristalinas como as famosas: Surfers Paradise, Broadbeach, Burleigh Heads, Currumbin, Greenmount, Kirra, The Spit e Main Beach, Mermaid Beach, South Stradbroke Island e Tallebudgera.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Porth Augusta

Port Augusta

Port Augusta – South Austrália

Situada na cabeceira do Spencer Gulf, Port Augusta fica no cruzamento das linhas ferroviárias de Sydney-Perth e Adelaide-Alice Springs, bem como das rodovias principais do eixo Sydney-Perth e Adelaide-Darwin. A cidade se destaca pelo fornecimento de 40% da energia de South Australia. A Northern Power Station, alimentada com carvão, domina o horizonte e oferece visitas guiadas gratuitas. Port Augusta marca o início da região mais isolada dSouth Australia. Os escritórios da School of the Air e do Royal Flying Doctor Service, que prestam serviços de assistência básica aos habitantes das regiões remotas, são abertos ao público. O Wadlata Outback Centre conta a história do Extremo Norte, começando há 15 milhões de anos, quando as florestas tropicais cobriam a região, passando pela chegada dos aborígines e europeus, o momento presente e com projeções para o futuro.

O primeiro Arid Lands Botanic Garden (jardim botânico em áreas áridas) da Austrália foi inaugurado nas redondezas em 1996, em uma área de 200 hectares. Atua como importante centro educacional, de pesquisa e de recreação, e oferece um belo visual das Flinders Ranges, que ficam a leste.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Adelaide

australia-adelaide-curiosidade

Adelaide – South Austrália

Cidade charmosa, cercada de parques e que pode ser facilmente explorada a pé, Adelaide é a capital do estado de South Australia, o primeiro lugar no mundo a permitir que mulheres votassem e a ter mulheres no parlamento. Suas ruas foram planejadas em forma de grade e possuem inúmeras praças ajardinadas e belos edifícios de pedra. O povo da cidade é educado e sofisticado. A população de Adelaide gira em torno de 1,2 milhão de habitantes pessoas e é conhecida com a “Cidades das Igrejas”. Apesar do grande número de pessoas, a cidade ainda conserva um ar de cidade de interior e conta com inúmeros parques e belas praias.

A revista “New Yorker” descreveu Adelaide como “possivelmente a última cidade bem planejada e feliz na Terra”. A cidade é totalmente plana, ótima para ser percorrida de bicicleta, extremamente segura, e sem engarrafamentos de trânsito. O tipo de urbanização resulta em facilidades de locomoção pelas ruas e quarteirões bem planejados, que dão uma graça e um ar todo especial a cidade.

O sistema de transporte público tem trens e ônibus cobrindo toda a área metropolitana, com algumas restrições nos fins de semana. Fora da cidade as opções de transporte público são mais restritas, mas mesmo assim, há muitas excursões de ônibus para vários locais. Para quem quer percorrer os arredores da cidade, o carro é a opção mais indicada, já que as estradas e rodovias são excelentes.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Darwin

Darwin – Northern Territory

Fundada em 1864, Darwin passou um século como posto militar do Império Britânico, com vastas fazendas de gado ao seu redor. Entre os fatos que marcaram a cidade estão a corrida do ouro da década de 1890, o front durante a Segunda Guerra Mundial e a passagem do ciclone Tracy em 1974. Darwin conseguiu sobreviver e se desenvolveu muito após esses acontecimentos. A cidade de Darwin é moderna, descontraída e multicultural. No entanto não é um destino comum àqueles que pretendem estudar. Por outro lado, a cidade atrai muitos turistas. Há mais de 50 grupos étnicos vivendo na cidade, entre descendentes de asiáticos, aborígines, europeus, principalmente gregos, e chineses que vieram nos períodos iniciais da imigração.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Alice Springs

Alice Springs – Northern Territory

Na década de 1870 foi construído um posto de telégrafo terrestre perto de um poço de água no meio do deserto. Este poço foi batizado em homenagem a Alice Todd, mulher do supervisor da construção da linha de telégrafo e a cidade consequentemente foi batizada em homenagem ao poço (springs em inglês). O povoado foi estabelecido em 1888, mas era tão isolado que mal podia crescer. A ferrovia só chegou em 1929, e as estradas na década de 1940. O grande fluxo de turistas a partir dos anos 70 foi o responsável pelo desenvolvimento da cidade. Cerca de 400 mil pessoas por ano visitam a cidade de Alice Springs que serve como base para muitos passeios. A cidade oferece toda a infraestrutura necessária para receber turistas. O local disponibiliza vários tipos de acomodação, de resorts a campings, com preços variados.

Alice Springs fica protegida por uma barreira de montanhas, conta com aeroporto próprio e oferece atividades como passeios de camelos pelo deserto, passeios em quadriciclos em terrenos arenosos e passeios de balão que proporcionam uma visão magnífica da cidade nas alturas.

Embora muitas atrações fiquem espalhadas ao redor da cidade, Alice Springs é pequena e pode ser facilmente percorrida a pé. O centro possui apenas cinco ruas transversais que vão da Wills Terrace, ao norte, à Stuart Terrace, ao sul. Neste local é possível encontrar vários hotéis e restaurantes além do calçadão Todd Mall. O leste da cidade é limitado pelo rio Todd, seco quase o ano todo.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Byron Bay

Byron Bay – New South Wales

Localizada ao norte de New South Wales, Byron Bay fica a aproximadamente uma hora de carro ao sul de Gold Coast. É uma cidade que possui uma população fixa de 20 mil habitantes e preserva a atmosfera hippie dos anos 60 e 70 até hoje. Devido a isso é ponto de parada obrigatória de surfistas, esotéricos, intelectuais, pintores, escultores, artistas, naturalistas, cineastas, artesãos e turistas na Austrália. A cidade vive essencialmente do turismo, pois é procurada por jovens de várias partes do mundo, atraídos pela beleza de suas praias e dos agitos noturnos.

O pequeno centro da cidade fica repleto de pessoas que diariamente visitam Byron Bay. No verão, principalmente, é difícil andar de carro pelas ruas centrais devido a grande quantidade de visitantes. Para atender a todos os turistas, comércios de vários tipos oferecem ampla gama de refeições em ambientes alternativos. O banho de mar é irresistível na praia de areia branca e águas transparentes. À direita da praia uma grande curva leva ao Cabo Byron, o ponto mais à leste da Austrália. A vista do farol (ainda em funcionamento) em cima do morro do Cabo é magnífica (360 graus de visão). De lá é possível avistar algumas cidades próximas e dependendo da época, baleias em migração e grande quantidade de golfinhos.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Newcastle

Newcastle – New South Wales

Situado a 160 km ao norte da cidade de Sydney, em New South Wales (ou Nova Gales do Sul), Newcastle é distribuída ao longo de uma longa península, nas proximidades do rio Hunter. Devido a esse fator, a cidade é a única na Austrália que possui um lado voltado para a praia e outro para o porto.

O porto de Newcastle é bastante movimentado, pois recebe desde embarcações turísticas até transatlânticos. Observar o entra e sai de navios do porto tornou-se um dos passatempos prediletos dos habitantes da cidade. Para isso as pessoas se acomodam nos diferentes barzinhos, restaurantes e cafés estabelecidos ao longo da orla portuária.

Atualmente a cidade de Newcastle abriga muita gente jovem devido à reconhecida Universidade de Newcastle. É raro encontrar brasileiros na cidade, porém estudantes originários da Europa e Ásia estão em um número considerável na cidade, em virtude dos estudos na universidade. Com bastante gente jovem, a cidade oferece um leque farto de opções de entretenimento. Entre elas estão os bares, nightclubs e várias opções de atividades aquáticas (surf, piscinas naturais etc). A poucos minutos da cidade também podem ser feitos vários passeios como visitar a Reserva Florestal Blackbutt ou conhecer o Lago Macquaire (maior lago de água salgada da Austrália).

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Sydney

Sydney – New South Wales

O capitão James Cook foi o primeiro europeu a alcançar a região de Sydney, em 29 de abril de 1770, ancorando o seu navio “Endeavour” em Botany Bay. Mais tarde, devido à falta de água doce no local e pouco segurança para ancoragem, os navios ingleses passaram a ser endereçados a Port Jackson (conhecido hoje como Sydney Harbour) onde anos mais tarde virou o principal lugar para abrigar condenados das colônias penais da Inglaterra. Capital do estado de New South Wales, Sydney é a mais povoada e mais antiga cidade da Austrália, além de um importante centro financeiro.

Esta cidade cosmopolita está localizada em um dos portos mais belos do mundo. Seu charme mistura arquitetura moderna e antiga e suas belas e famosas praias atraem turistas durante todo o ano. Sydney promove muitos eventos culturais. A cidade ficou ainda mais conhecida depois do ano 2000 quando hospedou as Olimpíadas. O evento, além de divulgar a cidade para outros países, foi considerado como um dos melhores e mais organizados eventos esportivos da história.

A região metropolitana da cidade ocupa uma área de cerca de 4.000 km², uma das maiores do mundo, com quase o dobro da área da cidade de Nova Iorque, por exemplo.

Sydney é considerada uma das cidades mais multi-culturais do mundo, pois recebeu uma quantidade considerável de imigrantes de várias partes do planeta.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Canberra

Canberra – New South Wales

A história da capital da Austrália é semelhante à de Brasília. Em 1901, com a formação dos Estados, que foram reunidos em uma federação, surgiu a necessidade de criar uma capital em novo território. Essa decisão foi tomada em virtude das constantes disputas entre as duas maiores cidades do país, Melbourne e Sydney, acerca de qual delas assumiria definitivamente a condição de capital.

No ano seguinte, em 1902, membros do Senado e da Câmara dos Deputados se reuniram a fim de procurar um local para a construção da sede do governo nacional. Uma área de 2.356 quilômetros quadrados no sudoeste do estado de New South Wales foi designada para ser a capital do novo governo, tendo sido criado, em 1º de janeiro de 1911, o Australian Capital Territory (ACT). A demarcação das terras foi rigorosamente estudada, de modo que estivesse na rota da linha férrea entre Melbourne e Sydney. Essa área rural, de criação de ovelhas, que era conhecida por Canberry, palavra que significa “ponto de encontro” em aborígine, foi alterada para Canberra.

Hoje a cidade abriga importantes monumentos, o novo edifício do Parlamento, bem como galerias de arte, biblioteca, um dos mais respeitáveis centros esportivos do mundo, magníficos jardins e parques. Vale a pena conhecer Canberra para atentar ao seu maravilhoso planejamento urbano, às suas modernas e grandiosas construções, as lindas flores que encantam o mundo e, sobretudo, por ser uma cidade extremamente limpa. Se a história da sua concepção desagrada muitos australianos, o resultado final é elogiado por muitos turistas.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Geelong

Geelong – Victória

Segunda maior cidade de Victoria, Geelong tem origem rural e industrial. Seus habitantes, na grande maioria nascidos na Austrália, têm orgulho da cidade e vivem entre o estilo cosmopolita e rural, de maneira relaxada. Geelong é uma cidade a beira-mar e seu nome é derivado da palavra aborígine “Jillong”, que significa baía. A cidade é composta por muitas baías. A conhecida Corio Bay é uma delas e abriga o porto da cidade que era um famoso centro de lazer no início do século XX.

A região central conhecida como Steampacket Quay e Steampacket Gardens, tem um jardim à beira mar, onde é possível fazer piqueniques sobre a grama. Neste jardim ou parque é possível se banhar em uma piscina pública ou ainda acompanhar e eventos esportivos e competições nos finais de semana, como campeonatos de skate, corrida de bicicleta, entre outros. O centro da cidade é o local que abriga o principal foco de comércio de toda a região com lojas variadas. Além disso, o centro está próximo de pontos turísticos muito procurados, tanto por australianos quanto estrangeiros. Um exemplo disso é a Bellerine Peninsula, com suas praias maravilhosas. Para receber bem os turistas, o centro disponibiliza várias opções de acomodação para todos os gostos, bem como restaurantes, bares, pubs e boates, que garantem também dinâmica vida noturna.

A Eastern Beach é uma praia famosa entre os banhistas, pois oferece gramados e sombras de árvores. Possui uma construção de madeira em estilo Art Déco feita na década de 1930 e restaurada em 1994. Os históricos depósitos de lã ficam em frente ao Steampacket Place. Aqui a lã era leiloada, vendida e armazenada antes de ser enviada de navio para o mundo inteiro, da década de 1880 até a década de 1970, gerando a riqueza de Geelong. Um dos edifícios abriga o premiado National Wood Museum, que conta com a história da lã do país, do galpão de tosquia aos desfiles de moda.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Melbourne

Melbourne – Victoria

A capital de Victoria cresceu rapidamente, impulsionada pelo grande número de imigrantes em busca de fortuna nos campos de ouro do estado na década de 1850. Muitos garimpeiros decidiram se instalar na cidade, causando uma explosão na população. Grandiosos edifícios públicos foram erguidos com a riqueza gerada pelo ouro. O desenvolvimento prosseguiu ao longo da década de 1880, quando houve uma enorme valorização imobiliária e a cidade ganhou o apelido de “Melbourne Maravilhosa”. Ao final do século 19 a cidade já era a capital industrial e financeira da Austrália, além de abrigar o Parlamento Nacional. Em 1927, porém, o Parlamento foi transferido para Canberra, cidade projetada para ser a capital do país.

A cidade ganhou projeção internacional em 1956 quando foi sede dos Jogos Olímpicos com o slogan “Jogos da Amizade”. Depois se tornou ainda mais conhecida no mundo por promover a famosa corrida de cavalos, a Melbourne Cup. Recentemente, foi eleita como a melhor cidade do mundo para se viver. Sua arquitetura vitoriana e a beleza de seus jardins agradam pessoas de todo o mundo. Os bondes, as últimas tendências da moda, infinidades de opções gastronômicas, teatros e galerias de arte fazem parte de tudo o que essa cidade multicultural oferece.

Conhecida como a capital das Artes e da Cultura da Austrália, uma visita à Melbourne não está completa sem assistir a um espetáculo ao vivo em um dos muitos teatros da cidade. Vale a pena assistir a uma ópera de categoria internacional, o mais recente show da Broadway, espetáculos de balé e concertos em um dos impressionantes teatros do Victorian Arts Centre.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Launceston

Laucenston – Tasmânia

Às margens do vale do rio Tamar, Launceston foi povoada em 1824 e é a terceira cidade mais antiga da Austrália. Possui edifícios coloniais, parques, jardins, passeios ao longo do rio, galerias de artesanato e ladeiras enfeitadas com casas revestidas de tábuas. A população da cidade é de pouco mais de 106 mil e como a cidade é toda rodeada por fazendas preserva ainda o clima de uma grande cidade interiorana. O Penny Royal World situado na Paterson Street,é um complexo de edifícios históricos compostos de moinhos de vento, moinhos de cereais e fábricas de pólvora transferidos pedra por pedra de suas localizações originais.

 Na réplica da fábrica de pólvora do século 19, os visitantes percorrem os subterrâneos em barracas para ver o processo de fabricação. Todos os prédios estão ligados aos museus, restaurantes e acomodações por meio de um bonde restaurado. A partir do Penny Royal World é possível fazer um cruzeiro pelo porto a bordo de um ferry.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores

Hobart

Hobart – Tasmânia

Capital da Tasmânia, ou “Tassie” como é carinhosamente chamado o único estado insular da Austrália, Hobart está localizada na costa sudoeste da ilha, e é a segunda cidade mais antiga da Austrália. As temperaturas são bem mais quentes do que se pode esperar de uma cidade próxima à Antártida. As médias variam de 18ºC durante o dia no verão e 9ºC durante a noite. No inverno, as médias variam de 15ºC durante o dia e 6ºC durante a noite. Espalhada sobre sete colinas entre as margens do rio Derwent e o cume do Mount Wellington a cidade mantém uma atmosfera marítima que domina a cidade.

 Hobart é um lugar que combina o dinamismo de uma cidade moderna, com a riqueza da herança colonial, cercada por uma beleza natural incrível. Battery Point é o coração histórico da cidade e possui cerca de 90 prédios coloniais tombados pelo Tesouro Nacional. A parte chamada de Sullivans Cove é o centro desta cidade cosmopolita, e vai do Old Warf (antigo cais), onde desembarcam os primeiros colonizadores, até a vila de pescadores Battery Point. Assim como as demais cidades do Estado, a capital aproveita ao máximo a beleza natural de seus arredores.

Pensando em fazer um intercâmbio para a Austrália?

Clique aqui e converse com nossos consultores